A corrupção atingiu todos os setores sociais. A corrupção existe a nível dos políticos, nas eleições, na administração pública e privada, no mundo acadêmico, saúde, comercial, financeiro, ambiental, no desporto, empresas, nos meios de comunicação e nas ONGs ou organizações religiosas. Para além desta esfera, existe a corrupção ligada a licitações, obras públicas e corrupção associada a formas políticas como o mecenato político.

A corrupção tornou-se um grande flagelo social que invade a esfera pública e privada, tanto em sociedades ricas como as mais pobres. Na arena política, a corrupção mina a democracia. Economicamente produz um aumento dos custos de bens e serviços. No sistema judicial, mina o Estado de Direito ena esfera social destrói valores éticos como a solidariedade e a justiça.

Atos corruptos aparecem no comportamento das pessoas quando não existe uma base de valores éticos para evitá-los.

As cidades e territórios de paz devem favorecer a participação para o exercício dos direitos de cidadania, promovendo a participação significativa dos cidadãos e das organizações sociais nos processos de tomada de decisão, planejamento e monitorização política a nível local, fortalecendo a governança municipal e a transparência.